Atividade

  • Davi Dezan publicou uma atualização no grupo Logo do grupo Técnicas Vocais para Rock e MetalTécnicas Vocais para Rock e Metal 6 meses, 3 semanas atrás

    Fala irmão, tranquilo? Eu treino fry scream a quase um ano, mas fazia errado no inicio. Eu colocava apenas o fry mais aberto, mas sem apoio do diafragma, e acrescentava voz, oq fazia um drive bem fraco e nasal. Hj em dia ja arrumei isso, faço com o diafragma, mas percebo que não consigo fazer sem misturar com a voz, como por exemplo o chester faz na “given up”, um fry bem seco sem voz. Se possível teria alguma dica? Abraço cara, sou muito seu fã

    • Fala Davi, Man o Drive derivado do Fry tem essa característica, ele é bem sutil e bem trabalhado ele fica constante e consistente (muito bom para fazer acústicos de Rock… pois não muda a dinâmica de volume drasticamente quando se está cantando músicas mais calmas) a grande sacada para projetar o Drive é trabalhar com outro gatilho sem ser o Fry, sugiro que trabalhe do zero essa ideia.

      “Mas Gabriel vou perder o que tenho? Está errado o que faço?” Não! Isso é um recurso a mais a ser utilizado, é uma nova ferramenta, que… dependendo do seu objetivovocê utilizara! Exemplo: (No seu show pode ter o momento calmo, e depois aquele momento intenso que você precisa demonstrar força…projeção!)

      No caso da “Given Up” é bem mais complexo pois nele vemos ai um caso de sobrepor técnicas, como 33% Drive 33% Belting 33% Scream… Um mesclado disso dá aquele efeito! Em alguns momentos ele vai para o Scream totalmente, é bem visível e audível!

      Tem um vídeo aqui no tópico que fiz com Marcos, aluno do curso, sobre a projeção de Drive que você precisa! (https://wimelo.com/grupos/tecnicas-vocais-para-rock-e-metal/forum/topic/duvidas-sobre-drive-vocal/)